terça-feira, 25 de junho de 2013

Todos Contra Dante e Bullying: Uma Agressão Velada (parte 2)

Esse texto foi feito juntamente com a Luara, criadora do 'Lendo, relendo e escrevendo', um blog realmente muito legal. No final dessa postagem haverá um link com o blog dele. É a resenha do livro 'Todos Contra Dante'. A linguagem utilizado é bem diferente do meu habitual, mas espero que gostem. Deixem nos comentários o que acharam e se devo continuar escrevendo textos mais 'elaborados', ou se preferem 'os de sempre'.

É algo estranho sentir duas coisas ao mesmo tempo. Não existe algo mais confuso que isso, e não importa se é em relação ao amor, amizade, ou mesmo a uma série americana qualquer, sempre haverá uma verdadeira chuva de contradições. Se isso ocorre em detalhes tão corriqueiros, porque não aconteceria num livro? Todos Contra Dante, um livro escrito por Luís Dill (publicado pela Cia. Das Letras) nos leva exatamente a esse estado.

Para entender esses sentimentos, é necessário imaginar a grande marca da insegurança adolescente: o bullying. Chega a ser tedioso falar tanto sobre ele, mas infelizmente, é algo necessário, já que a ignorância ainda leva a atos absurdos. O livro baseia-se em fatos reais, e se você acredita que sofre na escola, não queira ler essa narrativa: ficará traumatizado.


Esse livro conta a história de Dante, um menino pertencente às camadas mais pobres da população de São Paulo. Ele sofria bullying, não somente pela sua classe social, mas pela sua aparência também. Chegou a ser agredido, e, inclusive, foi criada uma comunidade na internet para que o bullying acontecesse não só na escola, mas também nas redes sociais.

 A história é dura? Sim, mas também realista. É triste pensar num mundo onde pessoas fazem isso? Sim, mas o coração humano ainda é desse jeito.

O escritor desse livro provou ter uma profundidade, criatividade e senso de realidade muito aguçados (este último provavelmente por já ter trabalhado na imprensa). O formato do livro “Todos contra Dante” e sua temática jovem mostram o diferencial de Luís Dill, o que não diminui sua genialidade, afinal, quem já publicou mais de 30 livros, muitos deles premiados, como por exemplo “Tocata e Fuga” ou ”De carona  com nitro”, recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura nas categorias Conto e Juvenil e  já foi finalista do Prêmio Jabuti por quatro vezes, não é exatamente um qualquer...

O livro passa uma mensagem muito especial, porém, o seu formato não agrada a todos, já que, em toda a história é preciso voltar uma página para ler o que os links, porém, isso ainda não é defeito que impeça a história de ser interessante para os adolescentes. A capa é atrativa para os mesmos, e a linguagem cheia de gírias dá um toque especial à história. Outro fator que é relevante para que o público alvo seja atingido é o fato de que, quando comparado a outros livros, este é curto, tem apenas 95 páginas. Nessa idade é comum que os leitores sejam ‘preguiçosos’, então isso, de certa forma é mais um atrativo para a leitura desse livro.


Notas Finais:

Capa: 6/10 (aqui considerei também o formato do livro, que é 'deitado', ou seja, na horizontal, o que remete mais ao público infantil do que adolescente. A capa é coerente com a história, mas é pobre de elementos chamativos).

Personagens: 8/10 (o protagonista até que é interessante, mas alguns personagens são realmente tediosos e alguns chegam a ser irritantes).

Originalidade: 10/10

Ilustrações: 7/10 (a capa é bem sem graça, e, embora ele acompanhe a virtualidade presente na narrativa, a falta de elementos gráficos é bem perceptível e tirou bastantes pontos aqui).

Enfim, embora tenha feito críticas a esse livro, recomendo-o sem dúvidas. Ele traz muita intensidade e realidade a nossa percepção. O modo como ele aborda o bullying é incrível, e com certeza, oferece bons conteúdos para rodas de leitura e reflexão acerda desse tema.

Blog da Luara: http://lendorelendoeescrevendo.blogspot.com.br/ (recomendo, e muito!)


4 comentários:

Heitor disse...

Oi, Iago.
Gostei dessa sua parceria com a Luara. Continuem! Também acompanho o blog dela.Gosto dos seus textos, tantos os mais como os menos 'elaborados', e com a ajuda da Luara, ficou melhor ainda.

Iago Martins disse...

Muito obrigado Heitor. É realmente gratificante ouvir isso. A Luara é uma ótima escritora, e com certeza, sem a ajuda dela o texto não ficaria assim.

Bruna Duarte disse...

Adorei seu blog flor, parabéns continue assim *-*
FB http://perfeitasnoivas.blogspot.com.br/

Iago Martins disse...

Obrigado Bruna!

Postar um comentário

Oi, deixe a sua opinião! Sempre que possível irei respondê-la ok?